Acordes para guitarra

Indice Rui Veloso

guitartabs

var	lcnt		=	54;
chords["E"]= "022100";
freds["E"]= "1";
alts["E"]= "......";
chords["D"]= "xx0232";
freds["D"]= "1";
alts["D"]= "......";
chords["D7"]= "xx0212";
freds["D7"]= "1";
alts["D7"]= "......";
chords["G"]= "320003";
freds["G"]= "1";
alts["G"]= "......";
chords["A"]= "x02220";
freds["A"]= "1";
alts["A"]= "......";
chords["A7"]= "x02020";
freds["A7"]= "1";
alts["A7"]= "......";
chords["F#"]= "244322";
freds["F#"]= "1";
alts["F#"]= "......";
chords["Bm"]= "x24432";
freds["Bm"]= "1";
alts["Bm"]= "2.....";


porto sentido
 
Quem vem e atravessa o rio
junto à serra do Pilar
vê um velho casario
que se estende até ao mar
 
Quem te vê ao vir da ponte
és cascata, são-joaninas
Igida sobre um monte
no meio da neblina.
 
Por ruelas e calçadas
da Ribeira até à Foz
por pedras sujas e gastas
e lampiões tristes e sós.
 
E esse teu ar grave e sério  
dum rosto e cantaria
que nos oculta o mistério
dessa luz bela e sombria.
 
[refrão] 
Ver-te assim abandonada
nesse timbre pardacento
nesse teu jeito fechado
de quem mói um sentimento
 
E é sempre a primeira vez
em cada regresso a casa
rever-te nessa altivez
Acordes para guitarra
x

Todo acerca de Rui Veloso